Segunda, 10 de dezembro de 2018
98 98709 2199
Internacional

28/06/2018 ás 14h26

103

Blog do Costa

São Luís / MA

Maduro chama vice dos EUA de ‘víbora venenosa’
Na América do Sul, Mike Pence visitou abrigos para venezuelanos no Brasil e tentou convencer líderes da região a aumentar a pressão contra Caracas
Maduro chama vice dos EUA de ‘víbora venenosa’
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro: compromisso de frustrar 'as tentativas de Washington de derrubar seu governo'. (Marco Bello/Reuters)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, de “víbora venenosa” e se comprometeu a frustrar o que descreveu como tentativas de Washington de derrubar seu governo.


Pence chegou ao Equador na quarta-feira (27), como parte de sua  viagem oficial pela América do Sul, iniciada no Brasil. Um de seus objetivos é aumentar a pressão regional sobre a Venezuela, onde Maduro se reelegeu para mais um mandato em maio. Os Estados Unidos consideraram a eleição irregular e fraudulenta.


“Toda vez que a víbora venenosa Mike Pence abre a boca, eu me sinto mais forte”, disse o líder socialista em discurso televisionado. “Nós vamos derrotá-lo onde quer que você esteja.”


Maduro insiste que os Estados Unidos estão tentando derrubar seu governo para se apoderarem da riqueza mineral e do petróleo do país e acusa Washington de liderar uma “guerra econômica” contra a Venezuela.


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem aumentado as sanções econômicas contra Maduro e membros de seu gabinete por acusações de que comprometem a democracia e violam direitos humanos no país, além de crimes de corrupção,  narcotráfico e lavagem de dinheiro.


Brasil


Pence esteve no Brasil antes de viajar a Quito. Ele discutiu a situação dos refugiados venezuelanos no país com o presidente Michel Temer e visitou um abrigo em Manaus, prometendo uma ajuda de um milhão de dólares (3,8 milhões de reais) para o governo brasileiro continuar seu trabalho de acolhida aos imigrantes.


O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, se recusou a receber Pence por causa do exigente protocolo de segurança americano. Ele chegou a alfinetar o vice-presidente com um “volte para sua casa” em uma publicação no Twitter.


“Respeite a soberania do meu país e o brio do povo amazonense. Não aceito a intervenção militar, nem por brincadeira. Por favor, volte para sua casa”, tuitou o prefeito, dirigente histórico do PSDB.


O prefeito já havia adiantado na segunda-feira que não receberia Pence, pois os americanos obrigavam as autoridades locais a esperar duas horas no aeroporto antes da chegada do vice-presidente e não permitiriam que Virgílio Neto levasse sua mulher para o encontro. Pence veio acompanhado de sua mulher. Ele também criticou a quantidade de militares americanos que acompanhavam o vice-presidente na visita.


Na quarta-feira, durante a visita de Pence ao abrigo de Manaus, houve uma coletiva de imprensa na qual meios de comunicação  brasileiros foram impedidos de participar. Apenas jornalistas estrangeiros puderam acompanhar suas declarações.


 

FONTE: Reuters

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium